A Transformação Pelo Trabalho

Freud creditava ao trabalho o grande poder, além de qualquer outro aspecto da vida humana, de vincular uma pessoa à realidade. O ato de trabalhar surge da necessidade do ser humano em encontrar o sentido da sua existência e melhorar o seu destino. Mas, o que se percebe é que o tema trabalho e sua influência na vida do indivíduo tem se desdobrado de forma controversa nas organizações, contradizendo seu propósito.

A onda crescente de implicações originadas dos descabidos no ambiente organizacional tem colocado em cheque a conotação “transformadora” da relação homem-trabalho. Da idealização positiva do que deveria ser o meio de transformação do homem, e através do qual seria reconhecido, o trabalho na sua forma mecânica e desigual passou a ser um viés de restrição, engessando-o ao invés de permiti-lo transformar-se.

O que se vê na realidade é que muitas vezes o indivíduo à entrada das empresas troca sua identidade pessoal pelo crachá profissional. O ser pelo fazer em prol do ter, subtraindo do homem a essência que o faz autêntico e integral, distanciando-o da sua condição de humano pela necessidade de torna-lo profissional. E, pelo princípio de causa e efeito, com sua própria anuência.

Na percepção de Hegel “é pelo trabalho que nos elevamos acima da natureza, que nos alçamos à humanidade”. Como preservar, então, o equilíbrio entre a condição natural do homem no desempenho das suas capacidades e sentido da sua existência, na consideração de complemento ao invés de detrimento da sua parcela pessoal? Por que então na relação homem-trabalho o sacrifício da vida pessoal pela realização profissional?

É fundamental para preservação do capital humano nas organizações que tanto as empresas quanto os profissionais, ambos implicados no processo, assumam sua parcela de responsabilidade e encontrem um modo de fazer dessa relação um meio transformador, permitindo ao indivíduo expandir suas potencialidades ao invés de hipotecar suas aspirações, distanciado, justamente, da felicidade que garante sua capacidade produtiva e a qualidade das relações de trabalho.

Waleska Farias

Waleska Farias
Consultora de carreira e imagem


TREINAMENTOS RELACIONADOS


QUAL A SUA
NECESSIDADE?